Thursday, April 10, 2014

:: Dojo - 2 ::

Volto com novidades! Mas antes, aviso que coloquei uma pequena errata no post anterior sobre algumas coisas que falei erroneamente.

Bom, no post de hoje a contribuição vem do ELEJB, um dos melhores jogadores de Gouken do Brasil (senão o melhor) na atualidade.

Sem mais delongas...



Vale lembrar que o Dojo não é um projeto apenas sobre Gouken. Acontece que eu jogo com esse personagem, o ELEJB também. Mas vou catar dicas de outros personagens pra compartilhar. Fiquem calmos ;)

Até o próximo "episódio".

Thursday, April 03, 2014

:: Projeto Dojo ::

Bom, hoje dou início ao Dojo. É um projeto pessoal em que vou fazer vídeos com dicas e experimentações no game Super Street Fighter 4 Arcade Edition (futuramente será no Ultra Street Fighter 4). Pra que isso? Bom, as experimentações eu faço sozinho, sem gravação nem nada. Mas, nesse caso, apenas eu aprendo alguma coisa, certo? Fazendo os vídeos e colocando na Internet, mais gente pode se beneficiar desses testes.

"Ah, quer posar de top player e ensinar os outros é?"

Não! Sei muito bem que estou longe, beeeeem longe de ser um top player. Mas se apenas UMA PESSOA aprender alguma coisa com esse vídeo e melhorar seu gameplay, pra mim já está bom, terei alcançado o objetivo do projeto.

Claro que jogadores experientes não vão assistir meus vídeos (bom, talvez assistam pra dar risadas). A ideia é ajudar os novatos e talvez jogadores de nível intermediário. Sejam eles pessoas que só jogam casualmente ou que estão querendo evoluir pra jogar competitivamente.

Esse projeto surgiu da minha intenção de passar algumas dicas pra galera que joga comigo, offline, aqui em Alegrete. Mas como a gente não se encontra com muita frequência (é, o pessoal estuda, trabalha, tem família, etc), pensei em fazer uns vídeos pra deixar umas dicas que os interessados poderiam ver quando tivessem um tempo livre, e praticar/testar depois.

Pra que isso? Ué, para que eu e meus amigos consigamos subir nosso nível meio juntos. Não adianta uma pessoa descobrir/aprender coisas no game, subir seu nível, se os outros sobem mais devagar. Aí quando a galera se encontra pra jogar (sejam partidas casuais ou torneios), a desvantagem é muito grande. Sem falar que por não ter adversário à sua altura (ou melhores), o cara acaba estagnando ou crescendo muito devagar.

"Ah, ó aí, está se achando o bonzão da cidade"

Não, não mesmo. Acontece que, pelo que me consta, quem joga SF mais seguido somos eu e o Leonardo (um dos meus amigos). Então a gente treina, assiste videos, pesquisa aqui e ali com mais frequência que os outros. Então a tendência é que a gente melhore um pouco mais rápido que os outros. E justamente a ideia do projeto é ajudar o resto da galera a elevar o nível de jogo junto comigo. Se ficarem melhores que eu, MELHOR AINDA!

Bom, chega de bla bla bla. Aqui está o primeiro vídeo do Dojo. Ficou mais longo do que deveria, pois errei bastante coisa. Mas como não estou com tempo pra editar o video e cortar esses erros, foi como estava. Até mesmo pra ficar mais claro que EU NÃO ME ACHO TOP PLAYER NEM PORRA NENHUMA. Sou apenas mais um mirim tentando melhorar e que, naturalmente, erra muito durante o processo.

 


ERRATA:
1- Cometi alguns equívocos durante a gravação do vídeo acima. O Keoma, ELEJB e o Diogo confirmaram que dá sim para executar o segundo ataque do CoD "low" (ou seja, que acerta embaixo) e portanto tem que ser defendido low.
2- O que eu disse sobre o Abel ficar em desvantagem de -3, -9 e -35 frames quando defendemos o CoD, é quando ele faz o primeiro ataque e pára (-3f); faz o primeiro, faz o segundo ataque e pára (-9); faz os dois primeiros ataques, faz o terceiro e pára (-35). Se ele fizer todos os ataques em sequência, não temos todos esses frames de brecha para iniciar um contra-ataque.
3- Como o ELEJB me falou, o EX Tatsu do Gouken acerta o Abel entre o primeiro e segundo ataque do CoD não por ser rápido, pois ele tem 7f de startup (que é lento), mas sim por ter uma boa invencibilidade (do 1 ao 8f)

Tuesday, March 18, 2014

:: Slackware vs O Resto ::

Faz tempo que não posto nada, então hoje resolvi dar uma desabafada depois e passar um puta trabalho pra tentar usar o Internet Banking da Caixa Federal no Linux.

Tentei em três máquinas diferentes: Desktop do trabalho, notebook e Desktop de casa.

Bom, no desktop do trabalho e notebook faz alguns meses que tenho usado a distribuição Elementary OS. No PC de casa segue firme e forte o bom e velho Slackware de guerra. Foram dias e dias de tentativas, macumbas, magia negra, putaria e o escambal. Dentre as magias usadas, até instalei os certificados do ICP-Brasil nas máquinas rodando Elementary OS (que nada mais é que um filho bastardo do Ubuntu). Nem com isso teve jeito do referido Internet Banking funcionar. Todas as vezes chega no último estágio da brincadeira e.... a bosta do site da Caixa dizia que "tinha algum erro com o lance do java".

Aí hoje, só por farra, como diria um ex-professor meu, resolvi testar no meu Slackware. Faz HORAS que não uso meu desktop para coisas sérias (só jogatina no Windows mesmo). Então vejamos:


  1. Fui no site www.java.com e mandei testar a versão do java que eu tinha no slackware. Reclamou que era velha (OK)
  2. Baixei nova versão, rodei o slackbuild que eu já tinha aqui pra gerar um pacote instalável e instalei.
  3. Fui de novo no site do Java testar e disse que estava tudo bem.
  4. Fui no site da  Caixa, fiz as palhaçadas de cadastro e tal e........
  5. BY THE NINE HELLS, FUNCIONOU!
Porra, funcionou de primeira! Sem viadagem de certiificado de ICP-Brasil nem porra nenhuma. Simplesmente funcionou.

Então jovens, se vocês acham que essas distros cheias de frufrus e facilidades realmente são boas... THINK AGAIN!

Wednesday, December 25, 2013

:: Fuja da Multilaser ::

NUNCA, NUNCA COMPRE ALGO DA MARCA MULTILASER!

É, já comecei o post em "fury mode" mesmo. Meu filho ganhou um Tablet Multilaser M7S de Natal. Ontem ligamos o aparelho, funcionou. Ele mexeu um pouco, mas como já era tarde e o tablet tinha pouca carga, eu disse pra ele desligar e colocamos pra carregar. Todos fomos dormir.

Hoje ele pegou o tablet, ligou e.... só ficou na tela um "ANDROID", como se estivesse carregando. Ficou assim por vários minutos, o que não é nada normal. Tentei desligar, religar, usar o botão de reset... NADA RESOLVIA.

Bom, fui pro site da Multilaser. Lá achei a orientação para fazer o upgrade do firmware. Baixei um arquivo de aproximadamente 1GB, descompactei e entre tantos arquivos, tinha um "atualização - sistema phoenixsuit.pdf" e um "Instruções para atualização.txt". Além disso tem o "PhoenixSuit_EN.msi", que é o software a ser instalado no Windows para fazer a atualização do firmware do tablet. Ambos o TXT e o PDF indica instalar o software PhoenixSuit em primeiro lugar. Fiz isso, tranquilo. Aí indicam mandar o software carregar a imagem do firmware a ser instalado no tablet, beleza. Então chegamos num ponto bem problemático. O TXT diz que pra ligar o tablet para a atualização devemos seguir os seguintes passos:

  1. Com o tablet desligado pressione e segure o “Vol – “ por 10s
  2. Com o botão “Vol –“ pressionado coloque o cabo USB no pc e no tablet e então pressione o Power 7x
  3. De Ok nas 2 janelas e aguarde a atualização ser concluída.
Já o PDF diz para:

  1. Pressionar e manter pressionado o botão Volume -
  2. Conectar o cabo USB com o Volume - ainda pressionado
  3. Pressionar o botão de ligar (power) 5 vezes
Tentei ambas as abordagens e nada acontecia. Tentei diversas vezes, pra ter certeza que não estava errando algo. Aí, como bom fuçado/geek/nerd dos infernos, resolvi mandar o software fazer a atualização assim mesmo. (Ah claro, notar que em nenhum momento o PhoenixSuit detectou o tablet)

Ao tentar forçar o upgrade, o software reclamou que não achou um dispositivo (óbvio, ele estava desligado, mesmo depois dos passos indicados pela Multilaser). Além disso, o software me indicou os seguintes passos:

  1. Com o tablet desligado, pressioinar QUALQUER BOTÃO, COM EXCEÇÃO DO BOTÃO DE POWER, e manter pressionado
  2. Conectar o cabo USB, com o tal botão ainda pressionado
  3. Pressionar o botão de Power pelo menos 10 vezes
Feito, com isso o software já começou o upgrade diretaço! Upgrade feito, desconectei o cabo USB e tentei ligar o tablet pelo método normal. Demorou um tempo (pois o tablet é ruim mesmo) e ligou. Então configurei a conta dele (do Google) novamente e feito.

Lição #1 - Nunca compre produtos da Multilaser
Lição #2 - Não confie nas instruções LIXO da Multilaser
Lição #3 - E agora, será que meu filho pode algum dia desligar o tablet novamente? Pois suponho que não haverá uma atualização de firmware tão cedo para esta bicheira né.

Outra hora eu tiro um tempo para fazer um video review comparando esse Multilaser M7S do meu filho e o Samsung Galaxy Tab3 que minha filha ganhou. Aham, eu sei que é covardia comparar os dois dispositivos. Respectivamente, é como comparar uma Kombi e um Camaro. Mas a ideia é mostrar porque comprar coisas de marcas duvidosas e de baixo custo podem CUSTAR CARO.

Feito, vou almoçar. Ninguém merece ter que fazer troubleshooting em pleno 25/12 né?

Thursday, November 21, 2013

:: Dois confrontos rápidos ::

Devia ter feito este post antes do anterior, por questões de cronologia, mas que se dane.

Foram apenas dois testes que fiz com o OBS (Open Broadcast Software). Software bem bom, e gratuito, para capturar/gravar videos de jogatina (e outras coisas). Leve, impacta bem pouco na performance do jogo, dá pra gravar com uma boa qualidade, etc.

Primeiro um embate rápido entre Josa28 (Evil Ryu) e eu (Gouken). Acho que de grande momento na luta só o meu rest no final do segundo round.




E então meu primeiro confronto com o SrMamonas, nós dois jogando de Gouken. O cara tem uns fundamentos do personagem melhores do que eu. Preciso melhorar nesses aspectos (fora outros).



Por hoje era isso. Ainda vou gravar uma sessão de BF4 com a galera do Malvadeza, só pra platéia poder dar risada ;)